Ser Avó   Leave a comment


Ser avó, dizem…

 

É ser mãe sem sentir dor

É mãe que sofre calada

Que chora a dor dos netos

Como se filho fosse.

 

É a camarada na história

É o cavalinho do passeio,

É a fada dos desejos,

Mão e caminho nos ensejos.

 

É a lágrima que rola

Quando chega chorando

O ser da nossa alma,

O neto que nos acalma.

 

Denise Figueiredo

 

Do Livro

                            Aná & Katá

Anúncios

Publicado dezembro 27, 2009 por Denise Figueiredo em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De Janeiro a Janeiro

by Mariana Alcântara

Espaço de Celina

Criação literária de Celina Bittencourt

Paulo Alexandre Henriques

Escritor e Poeta português

Gotasdepoesia's Blog

Just another WordPress.com weblog

%d blogueiros gostam disto: