Poesia Corre nas Veias   Leave a comment


 

Poesia corre nas veias


Poesia corre nas veias,
Como um construtor.
Vai por vidas alheias,
E as transforma com amor.

Poesia é sentimento,
Um olhar ou lamento.
De Doce ou amargo entendimento,
Que eterniza grandes momentos.

Na dureza da vida,
No tributo ao amigo.
Honras a Deus,
Ou lamentos meus.

Na poesia deixo os meus ais,
Nela canto a alegria da vida,
Que colho em dias normais,
Que sei não foi merecida.

Quero é poesia fazer!…
Jorrar como água no meio,
Para que todos venham ler,
E adentrem ao mesmo veio.

Sol dourado? Ou letras?
Serão uivos do coração,
De amor ou de o perder?
E mais?Descaminhos da nação.

Adentre a poesia!
Senhora de imagens e utopias!
De sonhos e desejos,
Da qual me faço benfazejo.

Denise Figueiredo

In Respostas  

Anúncios

Publicado fevereiro 13, 2010 por Denise Figueiredo em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De Janeiro a Janeiro

by Mariana Alcântara

Espaço de Celina

Criação literária de Celina Bittencourt

Paulo Alexandre Henriques

Escritor e Poeta português

Gotasdepoesia's Blog

Just another WordPress.com weblog

%d blogueiros gostam disto: