Mais um Dueto em Rascunhos & Sentimentos   7 comments


 

 Pelas mãos dos poetas


 

Vagueando neste mundo…
E no mistério da vida
Cruzam-se no silencio profundo
.
 

No abismo lateral
Verso do parceiro
Que fala sem nada dizer.
 

Sempre a viver na solidão
No êxtase do tempo…
Seus suspiros são nulos
Do passado ao presente.
 

 Mas no coração latente,
Larvas do mal vertente
Pelos relógios contados
Ampulheta que corre.
 

Entro no vosso silêncio
Para podê-las conduzir…
Para a missão solene
Para se conseguirem redimir.
 

 Eu saio para o jardim
Ver o sol ou tomar com a lua um sonífero
Dormiremos e contaremos como foi!

 

Ó almas solitárias
Que tão longe estão…
Alugo a alma do poeta,
                  Que desliza o lápis na mão.             

 

O poeta,
Contará como o amor se foi?
Qual destino tomou?
Ou ébrio como eu,
Desviará os olhares
Para onde ele se perdeu?

 

Éis guerra de versos
Para quem te sabe compor.
Nesta vida se morre
De alma solitária e sem amor.
 

Ou se passa a vida cantando
 O amor que se foi,
O amor que chegou,
Ou o  amor que a outro amor  amou.

 

É preciso descobrir
O desalento que vos perturba neste mundo…
Continuam sempre ser almas solitárias,

Cada ser que se cruza no silencio profundo.

 

Alma solitária e dolorida
Que todo o dia abre a ferida
Do amor  que  não tem amor,
Ou do amor que espera o amor.

 

Elsa Nunes

 &

Denise Figueiredo

 

 

Fotografia:  Helena Margarida Pires de Sousa –

Anúncios

Publicado março 15, 2010 por Denise Figueiredo em Duetos

7 Respostas para “Mais um Dueto em Rascunhos & Sentimentos

Assinar os comentários com RSS.

  1. Primeiro, eu estava morrendo para acabar o liceu e começar a faculdade. Depois, eu estava morrendo para acabar a faculdade e começar a trabalhar. Depois, estava morrendo por me casar e ter filhos. Depois estava morrendo para que meus filhos crescessem o suficiente e me permitissem voltar ao trabalho a cem por cento. Mas muito rápidamente eu já estava morrendo para me reformar. E agora eu estou morrendo… e de repente apercebi-me que me esqueci de viver.Por favor, peço-te que não permitas que isto te aconteça… aprecia a tua situação actual e disfruta cada dia que te resta… velho amigo. Para ganhar dinheiro perdemos a nossa saúde e depois para recuperar a saúde, perdemos o nosso dinheiro. Vivemos como se fossemos imunes à morte e acabamos por morrer como se nunca tivéssemos vivido… (ISTA ESCRITA ENCONTRA-SE NO ESPAÇO DO FerNando)XI-CORAÇÃO AMIGA

  2. BOM DIA ALEGRIA!Parabéns por mais um belo dueto. Ainda não tive oportunidadede passar pelo Rascunhos para vos felicitar, mas decerto o farei."Ainda que haja noite no coração, vale a pena sorrir para que haja estrelas na escuridão." (Cyber Rex)Beijos sem fim…♣ Ąηηα ♣ http://i43.tinypic.com/301opoo.jpg

  3. aaa eu adorei seu blog passa no meeu: gabyzinhamarie.spaceblog.com.br

  4. Eis o novo Concurso de Gráfica e/ou Texto de “Portal d\’Arte” O Concurso começa ao primeiro dia de cada mês e termina a 25.Cada mês um Tema Diverso.Todos os meses podem concorrer com gráfica e/ou texto de vossa autoria. No final de cada mês escolheremos 3 vencedores em cada categoria Para tal, basta estar inscrito na nossa directoria e colocar o Link ou o Banner *****"Prémio Surpresa" Todos os meses atribuiremos um prémio surpresa a quem mais se destacar pelos motivosmais variados:Blogue, Grafica, Textos, Simpatia, etc… *****Concurso de Abril – Tema LIVRE Têm carta Branca para "grafitar" ou escrever o que desejarem. O concurso terminará a 25 de Abril Bom trabalho!Contamos contigo.Anna & Liz

  5. Confirmo a tua inscrição querida Denise!Bemvinda!Beijosssssss

  6. Querida AmigaO POEMA DEVE-NOS DESPIR PARA QUE A VERDADE DA NUDEZ SE CONVERTA EM AMOR E O AMOR NOS VISTA DE PRIMAVERA! PRIMAVERA QUE NOS LEVE A OLHAR OS OUTROS E TRANSFORMÁ-LOS NAS FLORES DAS NOSSAS VIDAS. Convido te a visitar meu ultimo post: A Primavera e a Poesia!BOM FIM DE SEMANABEIJINHOS DA ……………………………(¯`°v°´¯)……………………………..(_.^._)CÉUPara ti:http://i840.photobucket.com/albums/zz321/meuteutempo/Madalena%20Borges/CREAPAI2.gif

  7. Estive em suas gotas minha doce amiga, beijinhos da tua filhota, rir e dos netinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

De Janeiro a Janeiro

by Mariana Alcântara

Espaço de Celina

Criação literária de Celina Bittencourt

Paulo Alexandre Henriques

Escritor e Poeta português

Gotasdepoesia's Blog

Just another WordPress.com weblog

%d blogueiros gostam disto: